Mi alma gitana

Mi alma gitana arde como fuego Es algo único que me pertenece Llévame para allá como un juego Voy por la noche qué desvanece Mi espíritu ten ganas de locura Se enfadó de la rutina invariable Grita por un montón de aventura Suspira por un viaje inolvidable Soy una gitana de cuerpo y alma En … Continue reading Mi alma gitana

Anúncios

Cigarros e whisky

acende o cigarro bebe um whisky senta-te à janela aprecia a noite escuta o doce uivar do alfa da alcateia admira as estrelas contempla o luar continua a fumar repete o Jack Daniels esquece as pessoas recorda outros tempos – num gesto etéreo navega pelo mar perpetua a morada – a escuridão.

Revitalizar o corpo e a alma

As águas d’O Grove e da Ilha da Toxa são conhecidas pelos seus benefícios terapêuticos. Com a capacidade de eliminar o stress, junto à beira-mar, a azáfama do quotidiano deixa de fazer sentido. Enquanto se relaxa o corpo, ao desfrutar de uma excelente massagem, é possível libertar a mente e navegar pelo azul intenso do … Continue reading Revitalizar o corpo e a alma

Um dos segredos mais bem-guardados da costa lucense

O Fuciño de Porto tornou-se, a par da Praia das Catedrais, numa das maiores atrações turísticas do norte da província de Lugo. O lugar celebrizou-se após a divulgação duma série de artigos e fotografias na Internet, mas mantém, para já, a pureza das suas paisagens virgens e naturais. A Galiza é um território repleto de … Continue reading Um dos segredos mais bem-guardados da costa lucense

Sentir a Galiza

Unidos pelo Rio Minho, o Norte de Portugal e a Galiza são praticamente ‘irmãos’. Visitar o território galego não significa, de todo, conhecer Espanha. Mas, sim, um pequeno mundo à parte, munido de uma essência única. Com praias de um azul cristalino, qual reflexo do firmamento, não faltam motivos para atravessar a fronteira: monumentos de … Continue reading Sentir a Galiza

Ilhas Cíes: O paraíso aqui ao lado

Se um dia alguém escreveu um poema sobre a magnânima paisagem de Vigo, na Galiza, por certo, encontrou nas Cíes a sua maior fonte de inspiração. Não há hotéis, nem azáfama citadina. Não há poluição, nem caixotes do lixo. Em vez de pessoas, as gaivotas de pata-amarela assumem o papel de moradores. Com o sentir … Continue reading Ilhas Cíes: O paraíso aqui ao lado